Página principal

Rutá

De Meu Wiki

Edição feita às 16h54min de 30 de Julho de 2011 por Ictoon (Discussão | contribs)
(dif) ← Versão anterior | ver versão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Os dez reinos da ilha de Rutá - arte de Mushi-san
Os dez reinos da ilha de Rutá - arte de Mushi-san

Rutá ("Rica União", em senzar) é a grande ilha onde se localiza a sede do Império Atlante. Tem uma área total de 3.385.000 km² (incluindo o lago Karmotor, que tem uma área de 75 mil km²) e uma população de 202 milhões de habitantes. Seu ponto culminante é o monte Atlás, em Atlanté, com 6.715 metros de altitude.

Um terço da área e metade da população pertencem a Atlanté, a Atlântida propriamente dita. O restante está dividido entre nove reinos federados, cujos soberanos governam seus domínios e suas dependências com autonomia, mas obedecem ao comando do Atlás nas guerras e nas crises.

Os dez reinos são:

  1. Atlanté ou Atlântida
  2. Alguanté ou Eumelos ou Gadiros ou Kateiros
  3. Xoterté ou Anferes
  4. Manté ou Evaimon
  5. Minté ou Mnéseas
  6. Tecité ou Autóctonos
  7. Quinguté ou Elasipos
  8. Honanté ou Mestor
  9. Zaleté ou Azaes
  10. Enté ou Diaprepes

Governo

Dos dez reis, cada um exerce o poder na parte que lhe cabe, e na sua cidade, comanda os cidadãos, faz a maioria das leis e pode castigar e condenar à morte quem quiser. Mas a autoridade dos reis uns sobre os outros e suas relações são reguladas pelos decretos de Varjá. A tradição lhes prescreve isso, bem como uma inscrição gravada pelos primeiros reis sobre uma estela de oricalco, que se encontra no centro da capital, no templo de Varjá.

Os reis aí se reúnem periodicamente, a cada cinco, ou a cada seis anos, fazendo alternar regularmente os anos pares e os anos ímpares, que abrem os lustros masculino (jokih) e feminino (amkih) da undécada ou kih, nos chamados Ritos do Kih.

Há, além disso, muitas outras leis especiais sobre as atribuições próprias de cada um dos reis. As mais notáveis são: não pegar em armas uns contra os outros; socorrerem-se sempre uns aos outros, se um deles tentar, numa cidade qualquer, perseguir uma das dinastias reais; deliberar em comum, como seus ancestrais, trocar suas opiniões a respeito da guerra e de outros assuntos, deixando sempre a hegemonia à dinastia de Atlás, os soberanos de Atlanté. Um rei não tem a autoridade de dar morte a nenhum dos de sua dinastia, se essa não for a opinião de mais da metade dos dez reis.

Veja também

Império Atlante

Ferramentas pessoais
TOOLBOX
LANGUAGES
Acessos